Tag Archives: Teatro Gustavo Leite

“O Mundo É um Moinho”
   Felipe  Camelo  │     19 de junho de 2017   │     12:33  │  0

Sem querer comparar, e já comparando, “já não se faz + música como antigamente”. Em tempos de pouca inspiração, rimas pobres e fáceis, e total apelo comercial, reforço e confirmo a importância da obra deixada por Cartola, cuja a vida virou um musical e que tem Maceió em sua rota.

Fotos: Reprodução

Com assinatura local da G.A. Produções, parceira desta Organização Arnon de Mello, reproduzo aqui, na íntegra, release enviado por João Acioli. Como ainda falta + de 1 mês, se programem, porque com certeza, vale aplausos!!!

“A festa não pode acabar! Em continuidade às celebrações pelo centenário do samba, comemorado em dezembro de 2016, chega a Maceió o musical “Cartola – O Mundo É um Moinho”, nos dias 08 e 09 de julho. As duas sessões acontecem no Teatro Gustavo Leite, às 20h e 19h, respectivamente. Com 18 atores em cena e orquestra de oito músicos, espetáculo é uma ode ao legado e à vida de um dos pais fundadores da Estação Primeira de Mangueira, e já emocionou 70 mil pessoas em suas temporadas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Compositor de “Alvorada” e “As Rosas não Falam”, Cartola é um ícone da música brasileira. Considerado por diversos músicos e críticos como o maior sambista da história da música brasileira, agora é homenageado por suas próprias composições. Durante duas horas e meia, seus principais sucessos são revisitados pelos personagens, servindo de trilha para contar sua própria história. A dramaturgia é de Artur Xexéo, em pesquisa de Nilcemar Nogueira, neta do Poeta das rosas.

É claro que o samba e o Carnaval não podiam ficar de lado. A trama se desenha em meio a um universo familiar para Cartola: dentro de uma escola de samba que desenvolve justamente o cantor e compositor como enredo. O Carnavalesco apresenta o tema para os componentes da agremiação e, a partir daí, inicia-se uma deliciosa e rica história que passeia por fatos marcantes da vida do Divino – como também era conhecido –, temperados por suas belas canções, e abordando os conflitos do cotidiano da construção de um desfile de Carnaval. Naturalmente, o musical também mergulha fundo no coração do sambista, ao falar da paixão pela Mangueira e pelo amor a sua eterna companheira Dona Zica, com quem foi casado por 26 anos.

As canções são conhecidas e reconhecidas por qualquer fã do samba, e também estão no imaginário de todo brasileiro. Apenas uma composição é inédita: a faixa que encerra o espetáculo, escrita por Arlindo Cruz e Igor Legal, uma samba-enredo chamado “Mestre Cartola”.

No elenco, 18 atores-cantores dão vida a personagens reais e fictícios, membros do cotidiano da Escola de Samba. A seleção dos atores foi um capítulo à parte: foram 3000 inscrições, vindas de todo canto do país; mais de 400 audições; 17 candidatos selecionados e um convidado: Flavio Bauraqui (Cartola). Todo composto por negros, o elenco realça o talento de um povo que historicamente foi o criador e difusor do ritmo, nascido no Brasil com forte influência das tradições africanas. “É uma resposta artística para a sociedade, mostrando que a cultura negra tem sim grande importância cultural, e nada melhor para provar isso do que o próprio Samba”, conta Jô Santana, idealizador do espetáculo.

Desde a estreia, em setembro de 2016, o musical arrastou mais de 70 mil pessoas ao teatro. Temporadas aconteceram em São Paulo e Rio de Janeiro. Iniciando turnê em Maceió nos dias 08 e 09 de julho, no Teatro Gustavo Leite, “Cartola – O Mundo É Um Moinho” passa em seguida por João Pessoa, Salvador, Goiânia e Belo Horizonte”.

Tags:,

>Link  

Clássico e Eterno
   Felipe  Camelo  │     24 de maio de 2017   │     13:59  │  0

Publicamos mais cedo sobre o espetáculo “O Quebra Nozes”, mas fomos avisados agora a pouco que todas as apresentações no Nordeste foram canceladas.

Aplaudidos por + de 5 milhões de pessoas em 18 países, o clássico “O Quebra Nozes”, do Moscow State Ballet, às 9 da noite de hoje, no Teatro Gustavo Leite. Entre os 50 componentes, os incríveis solistas Sergey Skvortsovdez e Elizaveta Barkalova, vindos do Teatro de Bolshoi e Mariinski. Imperdível!!!

Fotos: Reprodução

Pela 1ª X no Brasil, apresenta o espetáculo contando a história de Marie e o presente de Natal que ganhou de seu padrinho, o mago Drosselmeyer, o boneco Quebra-Nozes, que se transforma em príncipe e a magia começa.

Sob a direção de Liudmilla Titova, o destaque vai para as danças espanhola, árabe, russa, chinesa, valsa das flores e a dança da fada.

Estreitando laços entre Rússia e Brasil, Augusto Stevanovich, que faz parte da Cultura da Câmara Brasil-Rússia, teve a inciativa de trazer a companhia. “Ele está a frente da maior programação cultural da Rússia no Brasil e tem apoios do Ministério da Cultura da Rússia, Câmara Brasil/Rússia de Comércio, Indústria e Turismo, Embaixada e Consulado da Rússia no Brasil e parcerias com diversos teatros e casas de espetáculos, que anualmente recebem a programação da companhia”, 2º release.

Além deste, estão programados vários outros, como “Estrelas do Ballet da Rússia” e “Step by Step”, envolvendo + de 100 brasileiros e russos.

Tags:, ,

>Link  

‘Em Cantos’ de Alagoas
   Felipe  Camelo  │     1 de novembro de 2016   │     15:00  │  0

A cultura do povo é 1 das maiores ferramentas de transformação social que existe. A partir dela nos identificamos, nos moldamos e é ela que integra diversas gerações. É dever de cada pessoa estimulá-la e direito de todos de tê-la.

Destaque para a música popular, que é 1 das manifestações + particulares da cultura brasileira, que canta diversas identidades e preserva a memória do povo.

286b8fa845d11a940ec38623e57a2ba4_L

Foto: Reprodução

Vendo a importância de valorizar nossa raízes, a Secretaria de Cultura criou o ‘Festival de Música Popular Em Cantos de Alagoas’, oferecendo música de qualidade, descobrindo novos talentos e, claro, destacando artistas nativos, provendo incrível intercâmbio artístico-cultural.

Ao todo, serão 60 audições técnicas em 3 dias de eliminatórias e a grande final. Comissão técnica vai julgar o desempenho e desenvoltura, avaliando melodia, letra, afinação, ritmo, interpretação e performance.

Ah! Premiações somam R$ 15.500, sendo R$ 6 mil para o 1º colocado; R$ 4 mil, o 2º; R$ 2.500, o 3º colocado; R$ 1.000, melhor intérprete; R$ 1.000, melhor letra e R$ 1.000 para voto popular.

As apresentações começam às 7 da noite de hoje e vão até sábado, 5, (no mesmo horário), no Teatro Gustavo Leite. A entrada é gratuita.

 

Tags:,

>Link  

A Vida, em Música
   Felipe  Camelo  │     30 de agosto de 2016   │     14:00  │  0

Inspirado pelo mestre Luiz Gonzaga, aprendeu a tocar acordeon, depois empunhava o violão, com influências de Dorival Caymmi e João Gilberto. Suas canções desde cedo retratavam o Brasil, e sua musicalidade tomou formas rítmicas e melódicas muito pessoais.

gilberto-gil

Gilberto Gil iniciou no mundo da música no começo dos anos 50. Em 1963, conheceu 1 dos seus melhores amigos, Caetano Veloso, na Universidade da Bahia. Com ele, inicia parceria e 1 movimento que contempla e internacionaliza a música, o cinema, as artes plásticas, o teatro e toda a arte brasileira, Tropicália, reunindo outros artistas tão talentosos como a dupla.

Tropicalismo-–-o-movimento-que-agitou-o-Brasil-no-final-da-década-de-60

O movimento aconteceu durante a ditadura, sendo ele considerado nocivo à sociedade com seus gestos e criações libertárias, e por isso foi exilado. Ao retornar ao Brasil, Gil deu continuidade a 1 rica produção artística. São ao todo quase 60 discos e + de 4 milhões de cópias vendidas, tendo sido premiado com 9 Grammys.

GilbertoGil - O Musical 1

Por sua incrível trajetória, contribuição na música brasileira e por seus ensinamentos para a sociedade, Gilberto Gil é a trama principal do musical com direção de Gustavo Gasparani.

Sem pretensões biográficas, 1 grande homenagem aos 50 anos de carreira de 1 dos maiores ícones da música brasileira é feita através de sua própria obra, ora falada, ora cantada por 8 atores músicos multi-instrumentistas. “Gilberto Gil, Aquele Abraço – O Musical” lança 1 olhar contemporâneo às canções do artista, que refletem sobre seu tempo, a história da música nacional e do próprio país.

302345

“Ao longo do espetáculo, as letras tantos anos cantadas por Gil mostram, além de poesia, seu lado teatral. São elas que dão o tom dramatúrgico de 11 blocos temáticos que passeiam pela sua origem musical, o movimento tropicalista, a negritude, amor, religiosidade, tecnologia, futurismo, entre outros assuntos que marcam as composições deste ícone da MPB. Em todos eles, ‘vida e morte’ estão inseridas como dupla central e indispensável, tal qual Gil fez em toda sua trajetória”, 2º release.

Gil_4

“Gilberto Gil, Aquele Abraço – O Musical” chega em Maceió, em 2 sessões no Teatro Gustavo Leite, às 8 da noite no próximo dia 10, e às 9 no dia 11.

 

Tags:, ,

>Link  

“Alôôôô, Tereziiinha…”
   Felipe  Camelo  │     8 de agosto de 2016   │     13:43  │  0

José Abelardo Barbosa de Medeiros, pernambucano, considerado o maior comunicador do rádio e da televisão brasileiras, muito conhecido por suas roupas extravagantes e 1 buzina pendurada do pescoço. Mas, muito + reconhecido por suas pérolas, que repetia com frequência, sempre focando a Comunicação. Sabe quem é???

chacrinha1

Fotos: Reprodução

O irreverente Chacrinha. Responsável pela popularização da televisão como meio de comunicação de massa, pois “Quem não se comunica, se trumbica”, e pelo lançamento de muitos nomes da Música Popular Brasileira. Costumava dizer que “Na televisão nada se cria, tudo se copia”, mas até hoje ninguém conseguiu alcançar tal espontaneidade.

Por sua contribuição incrível para a Comunicação e pela marca deixada nos corações dos brasileiros, é homenageado com ‘Chacrinha, o musical’. O ator Stepan Nercessian tem a grande missão de interpretar este personagem de tanto carisma.

unnamed

2º Silvana Valença, produtora responsável pelo show em Maceió, “O espetáculo acompanha a trajetória do apresentador desde sua infância em Surubim, Pernambuco, até o auge da carreira na TV Globo, comandando o programa de auditório “Cassino do Chacrinha”, com espaço para as rebolativas chacretes, os trocadilhos infames, buzinadas e troféu abacaxi. Dois atores dão vida ao protagonista: Stepan Nercessian interpreta o Chacrinha consagrado no rádio e na TV, enquanto Thiago Marinho incorpora o jovem Abelardo Barbosa”.

Chacrinha_Fotografo Robert Schwenck 2

Stepan Nercessian retorna aos palcos depois de 10 anos, “Eu sempre disse que só voltaria se fosse para participar de um projeto muito especial. É uma atividade que requer muita dedicação, esforço e disciplina. Falei desde o início que não sou um imitador. O Chacrinha aconteceu naturalmente”.

+ 16 artistas completam o elenco, dando vida a familiares do ‘Velho Guerreiro’ e personalidades que fizeram parte da vida do apresentador como Boni e Elke Maravilha.

1

A peça chega a capital alagoana em 2 sessões, no Teatro Gustavo Leite. O 1ª, às 9 da noite, no próximo sábado, 13; já a 2ª, às 8 da noite, no domingo, 14.

Com certeza, grande show! Vale aplausos!!!

Tags:, , , ,

>Link