Tag Archives: Museu de Imagem e do Som de Alagoas

“Alagoano feito de Ferro e de Flor”
   Felipe  Camelo  │     11 de julho de 2017   │     13:18  │  0

Jornalista, radialista, sindicalista, cronista esportivo, advogado… sua trajetória foi marcada por grandes lutas no cenário político, como na ditadura militar e a democratização da comunicação. Era conhecido também por várias ações, como doações e eventos, em Cuba, o que levou a ser conhecido como “embaixador” da ilha no Brasil.

Fotos: Reprodução

Grande nome do jornalismo, passou pelas principais redações de Alagoas, como também foi correspondente do jornal Estado de São Paulo, por 19 anos, além de ter sido presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas. Ah! Inclusive o Diretório Acadêmico do Curso de Comunicação da Universidade Federal de Alagoas tem seu nome.

Freitas Neto deixou, sem dúvida, importantes contribuições na luta pela igualdade, pelo fim da violência, da corrupção…

Nascido em Maceió, faleceu em Cuba em 1997, vítima de 1 desastre aéreo, que ocasionou também na morte de sua bem-amada, Maria das Graças, e + 44 pessoas.

Para relembrar a sua história, será aberta às 7 da noite de hoje, 11 de julho, a exposição “Freitas Neto nos 200 anos de Alagoas: a trajetória de um alagoano feito de ferro e de flor”, marcando os 20 anos pela partida do casal.

“Detalhes da vida de Freitas, incluindo sua história de amor com Graça, a esposa e companheira que morreu com ele, bem como sua dedicação à divulgação da vida e obra do escritor alagoano Graciliano Ramos, vão ser retratados na exposição, por meio de fotos e objetos pessoais, medalhas, títulos e outros elementos significativos de sua trajetória, obtidos em vida e in memoriam“, 2º a jornalista Fátima Almeida.

Freitas Neto na Academia Alagoana de Letras

Organizada pela família e amigos, tem o apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas, da Secretaria de Estado da Cultura e da Braskem, que patrocina o Prêmio Freitas Neto, criada pelo Sindjornal para homenageá-lo  e incentivar a participação de estudantes de Jornalismo.

Em cartaz até o próximo dia 31, no Museu de Imagem e do Som de Alagoas (em frente a Praça 2 Leões, em Jaraguá) das 8 da manhã às 5 da tarde entre 3ª a 6ª, e das 9 da manhã às 2 da tarde, aos sábados. Pra quem for, pede-se levar doações de roupas ou alimentos não perecíveis para as vítimas das chuvas.

Tags:, ,

>Link  

Alagoas, “200 anos de Forró”
   Felipe  Camelo  │     28 de junho de 2017   │     10:00  │  0

Este ano, estamos comemorando os 200 anos de Alagoas. Rica em história, cultura, lar de 1 dos maiores quilombos, lar de presidentes, grandes cantores, atores, musicistas, escritores… Como bem descreve este poema de autor desconhecido: “Lugar feito de magia onde é abençoado pelo mar! Terra de Zumbi à terra que diz pra mim que eu ei de brilhar! Terra dos Marechais, terra que me traz a mais perfeita emoção!”.

Fotos: Reprodução

Como + 1 das atividades da programação destas comemorações, ontem, 27, no Museu de Imagem e do Som de Alagoas, movimento extra com mostra “O Forró nos 200 anos de Alagoas”, que expõe LP’s, áudios, fotos… homenageando os artistas da terra.

A exposição “Pretende homenagear os artistas que contribuíram com o desenvolvimento do forró em Alagoas, que vai de Augusto Calheiros a outros tão importantes quanto”, 2º José Lessa, presidente da Associação dos Forrozeiros de Alagoas.

Ah! Em cartaz até o próximo dia 15, das 8 da manhã às 5 da tarde, de 3ª a 6ª feira, e nos finais de semanas e feriados, de 1 da tarde às 5, no nº 275, da Sá e Albuquerque, em Jaraguá.

Tags:,

>Link