Tag Archives: Misa

“Alagoano feito de Ferro e de Flor”
   Felipe  Camelo  │     11 de julho de 2017   │     13:18  │  0

Jornalista, radialista, sindicalista, cronista esportivo, advogado… sua trajetória foi marcada por grandes lutas no cenário político, como na ditadura militar e a democratização da comunicação. Era conhecido também por várias ações, como doações e eventos, em Cuba, o que levou a ser conhecido como “embaixador” da ilha no Brasil.

Fotos: Reprodução

Grande nome do jornalismo, passou pelas principais redações de Alagoas, como também foi correspondente do jornal Estado de São Paulo, por 19 anos, além de ter sido presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas. Ah! Inclusive o Diretório Acadêmico do Curso de Comunicação da Universidade Federal de Alagoas tem seu nome.

Freitas Neto deixou, sem dúvida, importantes contribuições na luta pela igualdade, pelo fim da violência, da corrupção…

Nascido em Maceió, faleceu em Cuba em 1997, vítima de 1 desastre aéreo, que ocasionou também na morte de sua bem-amada, Maria das Graças, e + 44 pessoas.

Para relembrar a sua história, será aberta às 7 da noite de hoje, 11 de julho, a exposição “Freitas Neto nos 200 anos de Alagoas: a trajetória de um alagoano feito de ferro e de flor”, marcando os 20 anos pela partida do casal.

“Detalhes da vida de Freitas, incluindo sua história de amor com Graça, a esposa e companheira que morreu com ele, bem como sua dedicação à divulgação da vida e obra do escritor alagoano Graciliano Ramos, vão ser retratados na exposição, por meio de fotos e objetos pessoais, medalhas, títulos e outros elementos significativos de sua trajetória, obtidos em vida e in memoriam“, 2º a jornalista Fátima Almeida.

Freitas Neto na Academia Alagoana de Letras

Organizada pela família e amigos, tem o apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas, da Secretaria de Estado da Cultura e da Braskem, que patrocina o Prêmio Freitas Neto, criada pelo Sindjornal para homenageá-lo  e incentivar a participação de estudantes de Jornalismo.

Em cartaz até o próximo dia 31, no Museu de Imagem e do Som de Alagoas (em frente a Praça 2 Leões, em Jaraguá) das 8 da manhã às 5 da tarde entre 3ª a 6ª, e das 9 da manhã às 2 da tarde, aos sábados. Pra quem for, pede-se levar doações de roupas ou alimentos não perecíveis para as vítimas das chuvas.

Tags:, ,

>Link  

Moda, além da Imagem. Conceito & Atitude
   Felipe  Camelo  │     1 de dezembro de 2016   │     13:28  │  0

Movimento extra no Museu da Imagem e Som de Alagoas (na praça 2 Leões, em Jaraguá), hoje e amanhã, onde o Curso de Produção de Moda da Escola Técnica de Artes da Ufal promove o 1° “Moda e Imagem”, que vai discutir e praticar ações relativas à produção de imagens de moda em oficinas e palestras com profissionais de destaque nacional, docentes e discentes da ETA.

CARTAZ - inscricao

Fotos: Reprodução

Na sua 1ª edição, reúne profissionais como o produtor de Moda, Stylist e Editor de Moda Ander Oliveira; o produtor de Moda e stylist Haendel Melo; o produtor de Moda e assessor de imprensa da LBN Comunicação Henrique Rucassi; e o produtor de Moda, stylist, figurinista e personal stylist Wesley Madson.

1480603288327996

Ander Oliveira, Haendel Melo, Henrique Ruccasi, Wesley Madson

Ah! Na programação, o projeto ‘Moda e Comunicação’ vai ensinar a produzir conteúdo (imagem e texto) de moda, e de áreas relacionadas, para redes sociais e para a mídia/impressa local, bem como organizar e inserir-se em eventos de Moda.

Confira a programação, www.etaufal.com

Tags:, , , , , ,

>Link  

Alagoas em Imagens & Sons
   Felipe  Camelo  │     9 de setembro de 2016   │     13:03  │  0

Reproduzo aqui o texto de Daniel Borges, na íntegra, sobre os 35 anos do Museu da Imagem e do Som de Alagoas, + conhecido como Misa.

“Uma aula de história. É assim como se sente quem visita o Museu da Imagem e do Som de Alagoas, localizado na Praça Dois Leões, coração do histórico bairro de Jaraguá e zona portuária da capital alagoana. Patrimônio histórico e cultural, o antigo edifício resgata o passado e preserva o futuro das experiências históricas de Alagoas em imagens e sons.

MISA

Foto: Felipe Medeiros

Sua história como museu começa em 1981, quando foi idealizado pelo teatrólogo Bráulio Leite Júnior, mas o prédio histórico já chega há quase 150 anos. Construído em 1869, o casarão de projeto arquitetônico do engenheiro Carlos Mornay foi criado para ser ocupado pelo Consulado Provincial, durante o Brasil Imperial. Também foi sede da Recebedoria Fiscal e abrigou a Inspetoria Fiscal, até virar museu, passando por várias transformações ao decorrer do crescimento da cidade.

O Misa faz parte da estrutura da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), que inclui o Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa), Memorial à República, Memorial Teotônio Vilela e a Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos. O espaço é composto por um hall de exposições; setores de serviços de áudio, imagem e pesquisa; ala de produção e catalogação e um auditório para realização de eventos.

MISA (2)

Fotos: Adaílson Calheiros

O seu acervo é composto por documentos e fotografias antigas de Alagoas, equipamentos audiovisuais, fitas de áudio e videocassetes, discos de vinil, negativos, slides antigos, filmes 16mm e Super 8. O equipamento também conta com seções dedicadas ao radialista Edécio Lopes e ao jornalista Valmir Calheiros

Diariamente, estudantes e turistas procuram o museu em busca de objetos de pesquisas e para conhecer a história do audiovisual de Alagoas.

Como meios de interação mais ativa do público, o Misa também desenvolve projetos para ocupação do espaço. Além dos inúmeros eventos e exposições realizadas ao longo do ano, os alagoanos também podem participar do Cine Misa, com exibições de produções do cinema alagoano e nacional; Misa Acústico, que estimula e valoriza o músico e a produção musical local, e a Oficina de Preparação de Atores, que já está em sua segunda edição.

MISA Adaílson Calheiros

O Museu da Imagem e do Som está localizado na Rua Sá e Albuquerque, 275, no bairro do Jaraguá, em Maceió. O espaço é aberto ao público de terça a sexta-feira, das 8h às 17h, e nos finais de semana e feriados, das 13h às 17h. Visitas guiadas devem ser agendadas com antecedência. Mais informações pelo telefone: (82) 3315-7882.”

Tags:,

>Link