Monthly Archives: agosto 2018

Da Gazeta, aqui, na GazetaWeb
   Felipe  Camelo  │     25 de agosto de 2018   │     10:00  │  0

Atendendo a inúmeros pedidos, em todos os fins de semana, resumão, repercutindo as fotos e legendas da coluna, publicadas durante a semana na Gazeta de Alagoas.

Arcebispo Metropolitano de Maceió, Dom Antônio Muniz Fernandes empenhadíssimo na Festa de Nossa Senhora dos Prazeres, de 17 até o próximo dia 27, com o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”. Na catedral, com total apoio do cônego Severino Fernando de Souza Neto. Foto: Reprodução

Verdadeiras locomotivas, formadoras de opinião das + fluentes e influentes, Eva & Laurinha Amaral ditam, inclusive moda. Observem os tons ‘alaranjados’. Foto: FC

Muito bem instalados e ‘ambientados’ em Miami, Monique Casado & Samuel Lucena passaram uns dias em Maceió. Eles,que já tem ‘green card’, estão ‘em casa’ na terra do ‘tio Sam’. Foto: FC

Discreta, Rita Tenório não é de muita badalação, e mesmo toda de preto, chama atenção com seus preciosos detalhes, como esta charmosa bolsa bicolor. Foto: FC

Em qualquer cidade do mundo, 1 riacho como o ‘Salgadinho’ seria muito valorizado e preservado, mas aqui, coitadas destas aves, que, se estivessem na Flórida, seriam muito + saudáveis, que vivendo assim, consumindo esta podre água. Foto: FC

Antenada com as tendências mundo afora, Cidinha Frolini confirma o branco como a ‘cor queridinha’ , incluindo variações, como o ‘off white’, quebrado pela incrível ‘turquesa’ Chanel. +? Impossível. Foto: FC

Capitã da Polícia Militar e coordenadora da Patrulha Maria da Penha, Danielli Assunção desafia “Eu bato em mulher e ninguém se mete”, e confirma #nãoacreditenisso. Foto: Reprodução

Praticando e promovendo desapego de peças que nunca + foram usadas, Patrícia Tashima e Tatiana Alvim Palmeira inauguram ‘Cabide de Luxo’, brechó 5*****. +, no felipecamelo.blogsdagazetaweb.com Foto: FC

Senador Fernando Collor prestigiou na última 3ª, no Teatro Deodoro, o lançamento do livro “O Pitoresco da Política no País das Alagoas”, e ganhou dedicatória do autor, Timóteo Correia. Também na cena, a srª Rita Correia, em noite bem concorrida. Foto: Reprodução

Querida minha, literalmente, da vida toda, Cecília Carnaúba se destacando como ativa promotora de Justiça, escrevendo linda história de vida. Além de amigo, sou fã. Foto: FC

Meu querido Januário Procópio enfrentando os desafios da vida, precisando de energia positiva e operante. Que sua bem amada Margarida e todos da famílias, mantenham a Fé. Deus no comando. Foto: FC

“Tim! Tim!” Ana Malta. Foto: FC

Entre as formadoras de opinião + fluentes e influentes por aqui, e além, Dani Uchôa prestigiando o lançamento Celebration, me ‘presenteando’ com este coração, que retribuo, claro. Foto: FC

Neste sábado, 25, + 1 McDia Feliz, promovendo bem estar e saúde pra crianças e adolescentes. Aqui em Alagoas, o Instituto Ronald McDonald beneficia a Apala. +, no felipecamelo.blogsdagazetaweb.com Foto: FC

Há 15 anos, com o irmão Neto, Sérgio Feitosa armou festa de revèillon na Pajuçara reunindo amigos. Sucessaço estes anos todos. E com novos e incríveis parceiros, promove este ano, a virada nº 15, confirmando Celebration como “O maior do Brasil”. Detalhes do lançamento, ontem, no felipecamelo.blogsdagazetaweb.com Foto: FC

Responsável por Relações Institucionais Nordeste, Milton Pradines, presidente Brasken, Fernando Musa, dr. José Carlos, o vice presidente de Químicos, Marcelo Cerqueira, vice-presidente Fiea José Nogueira Filho, diretor corporativo de Relações Institucionais, Carlos Parente, e o diretor Industrial Vinilícos, Álvaro César, em foto exclusiva desta coluna, quando discutiam projetos de investimentos. Foto: José Seixa/Ascom Fiea – Cortesia

Gêmeo de Gabriel, filhos de meus queridos da vida toda, Andréa & André, Paulo Quintella vem se destacando além das fronteiras, com talento, sensibilidade e seus incríveis sabores alagoanos. Fera!!! Foto: Thais Zorzo – Reprodução

Arquiteta Simone Lôbo feliz da vida pelo sucesso de seu projeto “Cabide de Luxo – brechó pop up” que Patrícia Teshima e Tatiana Alvim Palmeira movimentam até este sábado. Foto: FC

Gerente comercial e de marketing da Premium Entretenimento, Stefânia Brito produz o camarote + badalado e exclusivo do carnaval de Salvador e veio prestigiar o lançamento do Celebration 2019. Foto: FC

Tags:

>Link  

Os Prazeres da Padroeira
   Felipe  Camelo  │     24 de agosto de 2018   │     16:05  │  0

Demorou + que o costume, mas eis que se aproxima no horizonte + 1 feriadão.

Ao menos assim será pra quem é residente de Maceió, afinal, este ano o Dia de Nossa Senhora dos Prazeres cairá numa 2ª-feira, + precisamente no próximo dia 27, e pra nossa sorte ela é padroeira da capital alagoana, o que nos garante 1 dia a + de descanso após o merecido fim de semana.

Muito além da folga garantida, é preciso ficar claro que se trata de 1 feriado religioso. Então, principalmente pra você que frequenta a igreja, sempre é bom ficar por dentro do que é comemorado neste dia especial. Senão, é o mesmo que celebrar o Natal achando que é o dia do nascimento do Papai Noel!!!

Fotos: Reprodução

O culto à Nossa Senhora dos Prazeres vem de bem antes de sequer existirem maceioenses no mundo.

Surgiu amplamente em Portugal no século XVI, em 1599, quando 1 imagem de Maria, mãe de Cristo, esculpida em pedra, apareceu subitamente em 1 fonte na freguesia de Alcântara, em Lisboa. Dizem que a água tocada pela santa curava os enfermos e por isso começou a ser venerada pelo povo.

Com a intenção de colocar a imagem eu seu oratório particular, 1 família de condes a levou pra casa. Mas ela não ficou muito tempo encarcerada, pois, da mesma maneira misteriosa que surgiu, a santa desapareceu, sendo encontrada pouco tempo depois em seu local de origem. Dizem ainda que foi lá que ela sussurrou pr’uma menina que deveriam louvá-la sob o título de Nossa Senhora dos Prazeres.

O que seriam estes “prazeres”?

As 7 maiores alegrias que a Santíssima Virgem teve aqui na Terra: quando soube que seria a Mãe do Messias Salvador; quando ouviu a saudação de Santa Isabel; quando contemplou Jesus pela 1ª x; quando os magos foram adorar o menino; quando o reencontrou no Templo de Jerusalém; quando Ele lhe apareceu depois da ressurreição; e quando foi coroada Rainha do Céu. Ufa!

No Brasil, o culto à Nossa Senhora dos Prazeres só chegou no século XVII e foi difundido através de motivos não tão bonitos: em resumo, a batalha.

Na época da colonização, os holandeses dominavam boa parte do território nordestino, e isso incluía Pernambuco. Nas campanhas promovidas pelos portugueses contra os “invasores”, Nossa Senhora dos Prazeres era erguida em estandartes pelas tropas, e ficou bastante popular em toda região como salvadora.

 

Como Alagoas era solo pernambucano em todo o período colonial, não é difícil ligarmos os pontos e entendermos a devoção do nosso povo à Santa. O tempo passou, o antigo engenho de Massayó se tornou 1 povoado, que virou vila e mudou de nome, sendo agora intitulada Maceió. Ela ficava ali, onde hoje se encontra a Praça Dom Pedro II, ou como é conhecida, Praça da Catedral. Nesta época ali já existia 1 capela, e lá foi inaugurada a Igreja chamada Nossa Senhora dos Prazeres, a partir de onde a capital alagoana se expandiu.

É por isso que até hoje a célebre Catedral Metropolitana comemora todo ano a data especial, com missas solenes, celebrações eucarísticas e, é claro, a procissão no derradeiro dia 27. Inclusive é isso que vem fazendo desde o dia 17 deste mês à comando do Arcebispo de Maceió, Dom Antonio Muniz Fernando, e do Administrador Paroquial e Reitor, Cônego Severino Fernando de Sousa Neto.

 

Ah! Se quiser entender + sobre o assunto, é só acessar o arquidiocesedemaceio.org.br. Lá você encontra esta história e muitas outras, além de atualizações sobre o movimento católico na capital alagoana.

Por fim, não é por acaso que Nossa Senhora dos Prazeres é a Santa Padroeira de Maceió, afinal, ela e a cidade caminham de mãos dadas desde o princípio, e enquanto a história se mantiver viva, continuarão caminhando.

Tags:,

>Link  

“Maceió, um Mar para Amar”
   Felipe  Camelo  │     23 de agosto de 2018   │     16:42  │  0

Não é surpresa pra ninguém que Maceió possui 1 das orlas + bonitas do Brasil. E sabe o que combina com praia? Se você pensou em réveillon, acertou.

Afinal, na virada do ano todo mundo procura o melhor lugar, + aconchegante e propício pra muita festança. Por isso muita gente vem pro ‘paraíso das águas’, seja pra curtir a data de renovação, com a família, os amigos, ou só pra aproveitar as atrações que enchem a cidade neste período. A badalação é tão grande que Maceió já é conhecida como ‘capital do réveillon’.

Claro que o que encabeça todo este movimento é o Celebration, o maior “all inclusive” do segmento no país. Já são 15 anos levando ao público a melhor experiência em Ano Novo, ainda + agora com a Celebration Week – 5 dias de festa que culminam na grande virada na beira-mar da Cruz das Almas.

Parece cedo pra falar sobre o assunto, mas quem gosta sabe que é preciso se preparar com antecedência pra que tudo seja perfeito lá no finzinho de dezembro.

 

É por isso que hoje mesmo pela manhã a Celebration Entretenimento anunciou as novidades e atrações desta 15ª edição do tradicional réveillon pra imprensa e convidados. Na cena também, representantes das parceiras Luan Promoções e Eventos, e Premium Entretenimento. As 3 são as maiores produtoras de eventos do Nordeste e juntas formam a Celebration Criações Artísticas.

O tema deste ano é “Maceió, um mar para amar”, claro, em homenagem a esse gigante azul que cerca a capital. Será 1 semana com 10 das melhores atrações que este Brasil pode oferecer. Entre elas, DJ Alok, Matheus e Kauan, e Wesley Safadão encerrando 2018 com chave de ouro no derradeiro dia 31.

Entre as inovações, o espaço Beach Club, que reproduzirá todo o ambiente praiano maceioense, com a adição de muita música eletrônica, além das outras 6 áreas disponíveis:  “Lounge Premium”, “Lounge Hope”, “Lounge Love”, “Front Make a Wish” e “Arena Hapiness”. Ao todo, 1 estrutura de 25 mil m², com expectativa de público de 12 mil pessoas!!!

Afinal, é preciso muito espaço pra receber gente do mundo todo. Isso mesmo! Agora os ingressos pro Réveillon Celebration serão vendidos além das fronteiras brasileiras. Aqueles que vivem nos Estados Unidos, Canadá, ou América do Sul afora, também já podem garantir suas entradas. Se já atraía as atenções dos gringos, agora muito +.

 

Mas, se você ainda tá na dúvida se vai conferir o Réveillon Celebration deste ano, dá 1 olhada na programação:

CELEBRATION WEEK

Chegou Chegando

Atrações: Harmonia do Samba

Dia: 27 de dezembro (quinta-feira)

Local: Cafe de La Musique Maceió

Carpe Vita

Atrações: Vintage Culture

Dia: 28 de dezembro (sexta-feira)

Local: Cafe de La Musique

Só as Antigas

Atração: Bell Marques

Dia: 29 de dezembro (sábado)

Local: Cafe de La Musique

Baile da Santinha

Atrações: Léo Santana, Zé Neto & Cristiano, Gabriel Diniz

Dia: 30 de dezembro (domingo)

Local: Adepol

Réveillon Celebration

Atrações: Wesley Safadão, DJ Alok, Matheus e Kauan, DJ Jopin

Dia: 31 de dezembro (segunda-feira)

Local: Av. Comendador Gustavo Paiva, 5945 / Av Litorânea, 695 – Praia de Cruz das Almas

E pra não perder o costume, todo o movimento deste super anúncio hoje no Hotel Jatiúca!!!

Tags:

>Link  

Bem + que Animação
   Felipe  Camelo  │     22 de agosto de 2018   │     17:15  │  0

Passam-se os anos, renovam-se as tecnologias, mas se tem 1 coisa que não fica ultrapassada de maneira nenhuma no cinema é o ‘stop motion’.

E não que ele ainda seja muito necessário, já que os efeitos visuais em computação gráfica são 1 recurso que economiza bem + tempo e pode até sair + barato. O negócio é que a animação em ‘stop motion’ além de ter 1 charme todo próprio, por si só já chama atenção pela técnica, paciência e domínio necessários pra conduzi-la.

Pra quem chegou até aqui com 1 interrogação na cabeça e ainda se pergunta do que bulhufas estamos falando, você provavelmente já deve ter visto pelo menos 1 filme na vida que usava este danado deste recurso. Traduzindo pr’o português, ‘stop motion’ seria algo como “movimento parado”, mas na linguagem do cinema significa bem + que isso.

Fotos: Reprodução

Pra entender, é preciso saber que 1 câmera filmadora não registra 1 movimento completo, o que ela captura são vários fragmentos deste movimento, criando a sensação de continuidade e fluidez. Ou seja, é como se ela tirasse várias fotos, ou quadros, que juntos formam o vídeo. Pra ser + preciso, 24 quadros por segundo, ou + recentemente, 48.

O ‘stop motion’ consiste em posicionar em sequência várias fotografias de 1 objeto inanimado em posições diferentes, pra assim, simular o movimento e parecer que ele está ganhando vida. Hoje este recurso é muito utilizado em animações como “A Fuga das Galinhas” ou “O Fantástico Senhor Raposo”, que utilizam bonecos feitos de massa de modelar ou madeira. Mas nos primórdios de Hollywood o ‘stop motion’ aparecia + comumente em filmes com atores reais, como substituto pr’a tecnologia em efeitos visuais que só seria criada posteriormente.

King Kong de 1933.

Por exemplo, se o cineasta queria fazer 1 filme sobre 1 gorila gigante que tem como feito principal sequestrar a protagonista, escalar o Empire State Building e lutar contra helicópteros, ou ele gastava 1 dinheiro absurdo tentando montar tudo isso em estúdio e arriscava toda verossimilhança do projeto, ou ele apelava pro ‘stop motion’, muito + barato, seguro, e que poderia ser feito em maquetes com espaços reduzidos. Pois foi isso que os diretores  Merian C. Cooper e Ernest B. Schoedsack fizeram em 1933 com o clássico “King Kong”.

 

Claro que é 1 método demorado – 1 cena de 2 minutos pode demorar dias pra ficar pronta – mas quebrava bem o galho quando o assunto era levar pra tela animais fantásticos, monstros e alienígenas que obviante a gente não encontra todo dia por aí, pelo menos não no planeta terra.

Outros filmes que se utilizaram do artifício foram os das franquias “Star Wars”, “Robocop” e “Exterminador do Futuro”. Até “Jurassic Park”, de 1993, que foi lançado na época em que os efeitos visuais estavam começando a se tornar + realistas, quase caiu nas graças do ‘stop motion’. Existem cenas inteiras disponíveis na internet, que Steven Spielberg gravou usando a técnica como teste na pré-produção do longa.

Foto dos bastidores de “Kubo e as Cordas Mágicas”.

Ao longo dos anos, o artifício continuou sendo utilizado, mas não se estagnou, muito pelo contrário, está em constante evolução, sendo inclusive mesclado, em algumas animações, com o seu algoz, o efeito visual gerado por computador. Inclusive, “Kubo e as Cordas Mágicas” e “O Estranho Mundo de Jack” são exemplos de obras que foram indicadas ao Oscar, tanto na categoria de “Melhor Animação” quanto em “Melhores Efeitos Visuais”, pelo excelente uso de ambas as técnicas fílmicas.

Nesta constante metamorfose, tem até filme com DNA alagoano em ‘stop motion’ com 1 diferencial inusitado: a animação é feita com areia.

O nome do curta-metragem é “Guaxuma” e apesar ter assinatura pernambucana foi dirigido por Nara Normande, que morou durante a infância na praia homônima do litoral norte de Maceió. Pode não ser o precursor nesta história de usar a areia como cerne da produção, mas certamente tem toda pinta de que pode popularizar o negócio.

A trama é baseada nas memórias da cineasta, e é 1 drama de 14 minutos sobre 2 amigas abaladas por 1 tragédia quando crianças. O projeto, de tão pitoresco, teve de buscar apoio na França, com animadores que já haviam trabalhado com areia e, apesar de curto, levou 2 anos e 8 meses pra ficar pronto (!!!), tamanha a complexidade da empreitada, sendo gravado na própria Guaxuma e praias de Recife, França e Portugal.

“Guaxuma” tem feito bastante sucesso, e depois de passar por festivais respeitados no ramo das animações, como “Annecy” e Anima Mundi, e chamado bastante atenção, agora se encaminha pra ser exibido nos festivais de Gramado e Brasília. Toda esta badalação, só garante ainda + a presença da obra no Kikito (o Oscar brasileiro), o que não deve ser difícil de conseguir já que é 1 dos 14 candidatos à categoria de “Melhor Curta-metragem Nacional”.

Só ficamos na torcida pra ver o + rápido possível esta pérola do ‘stop motion’, e melhor ainda se for na sua casa de direito, Maceió, é claro.

Tags:,

>Link  

Luxo, Desapegue e Compartilhe
   Felipe  Camelo  │     21 de agosto de 2018   │     15:36  │  0

Por definição a palavra “brechó” se refere a qualquer loja que venda artigos usados, principalmente roupas, calçados e vestimentas em geral, mas também pode abranger itens de decoração, bijuterias, objetos de uso doméstico… É o equivalente aos conhecidos sebos no campo da literatura.

Diz a lenda, que esse nome, no mínimo curioso, “brechó”, teve origem no Rio de Janeiro do século XIX, onde 1 mercador ambulante chamado Belchior ficou bastante conhecido por vender seus produtos “em 2ª mão”. A alcunha do popular ‘pracista’ acabou se tornando sinônimo desta prática, mas como acontece com quase todas as palavras que se atrevem a adentrar a língua brasileira, “belchior” foi resumido popularmente e, posteriormente, oficialmente, pra apenas “brechó”.

Por comercializarem coisas usadas, os brechós, com o tempo, ganharam o estigma de revenderem apenas roupas velhas que ninguém quer +, dessas que já estão cheias de mofo no fundo do guarda-roupa e nem a traça se atreve a… traçar!!!

Ok, podemos estar até exagerando, mas a verdade é que dá sim pra aproveitar estas “lojinhas” pra encontrar o seu estilo, quem sabe até entrar na moda, e por 1 preço bem acessível?!?!!!????

Algumas estão até se modernizando e ganhando nome chique, como “Pop Up Store”.

Se você, como eu, também não sabe o que significa, é bom ficar ciente de que se trata de 1 estabelecimento que funciona durante certo tempo, em determinado local, e depois vai embora, ou seja, não está lá pra ficar.

É o caso do brechó “Luxo no Cabide”, a forma que a consultora de moda Tati Alvim Palmeira arrumou pra renovar o guarda-roupa sem ter que se livrar de tantas peças de bom gosto. A melhor saída foi mesmo passar pra frente, e pra ajudar na missão convidou a amiga e agora sócia Patricia Teshima.

As 2 abriram hoje as portas do chiquérrimo brechó no 486 da Avenida Luiz Ramalho de Castro, na Jatiúca.

Claro que eu estive lá pra conferir o movimento, e o curta-metragem você confere aqui!!!

Tags:

>Link