“Deu a Louca na Branca”
   Aldia  Sampaio  │     13 de outubro de 2017   │     11:00  │  0

Contado de maneira inusitada a história de 1 das princesas + conhecidas do mundo, a atriz Cacau Protásio volta aos palcos após o grande sucesso da personagem Zezé, na novela Avenida Brasil. Com certeza, a excelência de sua produção nacional, e obviamente a local tinha que ter também 5 *****, Sue Chamusca & Silvana Valença, ativas parceiras desta Organização Arnon de Mello. Texto completo e na íntegra, enviado pela produtora.

Fotos: Reprodução

“Sebastiana vem a público fazer uma revelação: ela é ninguém menos que a verdadeira Branca de Neve imortalizada por Walt Disney, e vai contar em detalhes como o cineasta americano fez dela a maior princesa de todos os tempos. Este é o mote da comédia de Cacau Hygino com direção de Regiana Antonini e direção de produção de Wesley Telles e Bruna Dornellas, que será apresentada dia 14 de outubro, às 21h, no Teatro Cenecista Thereza Auto Teófilo – Arapiraca e no dia 15 de outubro, no Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções de Maceió, às 19h.

A comédia é um solo da atriz Cacau Protásio, que conquistou definitivamente o grande público na novela ‘Avenida Brasil’, de João Emanuel Carneiro, como Zezé, empregada de Carminha (Adriana Esteves). Pela personagem, ela ganhou o Prêmio Extra de TV e foi indicada a outras premiações como ‘Melhores do Ano’ (Faustão), ‘Prêmio Contigo de TV’ e ‘Prêmio Quem de Televisão’. Atualmente integra o elenco fixo do humorístico ‘Vai que Cola’, programa de maior audiência do canal Multishow, como a coprotagonista Terezinha.

Deu a Louca na Branca parte de um personagem que ocupa o imaginário mundial para falar do Brasil e do brasileiro através de uma Branca de Neve negra e exuberante, que foge dos padrões estabelecidos pelo mundo branco. A atriz quebra a chamada quarta parede do teatro, e transforma a saga desta inesperada mocinha num desabafo cômico em linha direta com a plateia.

Cacau Protásio estreou como atriz em 2000, no espetáculo ‘É Por Isso que Todo Adulto é Neurótico’. Depois, seguiu trabalhando nos palcos, no cinema e na televisão. Atuou em novelas como ‘O Clone’ e ‘Páginas da Vida’, mas foi em ‘Avenida Brasil’, de João Emanuel Carneiro, que seu trabalho conquistou o grande público, como Zezé, empregada de Carminha, personagem de Adriana Esteves. Pela personagem, ela levou para a casa o Prêmio Extra de TV, promovido pelo jornal carioca Extra, e foi indicada a várias outras premiações, como o ‘Melhores do Ano’ (Faustão), ‘Prêmio Contigo de TV’ e ‘Prêmio Quem de Televisão’.

Na sequência atuou em “Joia Rara” e, atualmente integra o elenco fixo do humorístico ‘Vai que Cola’, no canal Multishow, como a coprotagonista Terezinha. ‘Vai Que Cola’, que atualmente responde pela maior audiência do Multishow, segue para sua quinta temporada. Também no Multishow, Cacau protagonizou a adaptação da peça Trair e Coçar é Só Começar, de Marcos Caruso. Na série, que foi ao ar entre 2014 e 2015, a atriz viveu Olímpia, empregada doméstica que trabalhava na casa de Eduardo (Cássio Scapin) e Inês (Márcia Cabrita) há mais de 10 anos. Protásio estrelou neste ano de 2017 o longa ‘Lindas, Gostosas e Sexyes’ e acabou de rodar o filme ‘Os Farofeiros’, além de lançar o livro ‘Gordelícias’”.

Tags:

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *