“Bereguedé e as Festas da Viçosa”
   Felipe  Camelo  │     11 de outubro de 2017   │     12:00  │  0

Confirmo aqui minha amizade, da vida toda, com Agélio Novaes, mas garanto que não é por isso esta postagem. É impossível não identificar e reconhecer sua qualidade artística, seja desenho, pintura, papel machê, colagem… Natural de Viçosa, nunca esqueceu sua origem e assim, criou série de infogravuras traduzindo fielmente as tradicionais festas da poética cidade alagoana, berço de tantos e incríveis artistas, além dele, claro.

Ah! Comemora também os 200 anos de Alagoas, representando de forma única as festas folclóricas e culturais de sua cidade. E o + bacana, a exposição acontece em Viçosa, movimentando a cidade, atraindo muita gente.

Fotos: Reprodução

Reproduzimos aqui, na integra, release assinado pela jornalista Iara Malta.

“Eis que vem chegando, ao som do pífano, da batida dos pés, nas cores das fitas, na força das lanças, nos rostos de quem está em festa. Bereguedé e as Festas da Viçosa, a mais nova exposição do artista visual Agélio Novaes, vai transportar a todos para esse universo. No tempo onde o folclore e as festas do povo fizeram história, no tempo onde as memórias afetivas revelarão as antigas tradições.

A exposição acontecerá no próximo dia 12 de outubro, às 10h, na Casa de Cultura de Viçosa, cidade natal de Agélio Novaes, que inspirou seu primeiro trabalho de memórias vividas. Viçosa será retratada sob a ótica da referência cultural, que faz da cidade berço da cultura popular, e, além disso, sob a ótica humana através da figura de um homem chamado Bereguedé.

Para esta exposição, Agélio volta a usar a técnica de desenho vetorial, em infogravuras que mostram as festas tradicionais em Viçosa, como Cavalhada, Reisado, Pastoril e Carnaval. Na mistura entre passado e presente, o artista utiliza como cenários os prédios e praças antigas da cidade, que até hoje estão preservados.

 

Em todo esse contexto cultural o artista também usa sua característica peculiar, a levar ao público o que está imperceptível no dia a dia das pessoas, mas que está guardado na memória. Essa singularidade da exposição vem na figura de Bereguedé. Mas, a final, que é Bereguedé?

Esse sem dúvida é o grande personagem da exposição, que se destaca entre as cores, pessoas, fantasias e cenários presentes nos quadros. Alguns viçosenses, contemporâneos do artista, podem conhecer esse homem que andava pelas ruas da cidade, mas os detalhes sobre Bereguedé só serão revelados por Agélio Novaes no dia da exposição.

A exposição fica até dia 31 de outubro e também será registrada em um catálogo. Nele, além das telas, estão textos do médico viçosense, Peri Brandão, que usa sua vocação para as letras para falar sobre Viçosa, baseado em cada quadro. Um jogo de imagens e textos para registrar esse trabalho de festas e memórias”.

Tags:

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *