Artes Alagoanas Mundo Afora
   Felipe  Camelo  │     14 de setembro de 2017   │     11:00  │  0

Tânia de Maya Pedrosa e arte popular andam tão juntos que parecem 1 só.

Já ‘falamos’ aqui sobre esta grande artista plástica, além de ser 1 das maiores colecionadoras de arte popular do Brasil. + que amigo, sou fã.

Fotos: FC

Tânia não só tem sensibilidade para identificar qualidade dos artistas, como é considerada 1 das maiores pintoras ‘naïf’ (‘ingênuo’ em francês), 1 pintura colorida e cheio de referências da infância e da cultura popular. Já expôs suas obras em várias mostras no Brasil, e fora, como na Espanha, Suíça e França.

Além da qualidade das obras, a quantidade impressiona, tanto que ela tem acervo suficiente para manter 2 espaços, em seu apartamento e no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, no comecinho da Sá e Albuquerque, em Jaraguá.

Em junho deste ano, Tânia foi convidada especialíssima do 9º Festival d”Art Marginal Le Grand Baz’art, em Paris, levando seu trabalhos e de outros alagoanos, como Fernando Perdigão, artefatos de sua coleção, feitos por índios alagoanos, agregando ainda + valor ao nome de Alagoas na importante exposição.

Arte do Festival com pintura da artista alagoana. Foto: Reprodução

O festival é considerado 1 dos 5 maiores e + importantes eventos de toda a Europa, conhecido “por ser 1 fonte inesgotável de arte”. Nesta edição, foram convidados + de 20 artistas dos 5 continentes, nomes como Emma Ash, Marcel Benais, Brigitte Breyton, Hubert Duprilot, Laure Ketfa, Sandrine Lepelletier, Margaux Salmi, Victor Soren (da França), Bibek Santra (da Índia), Samaneh Atef (do Irã), e Margos Gheorghe, Parascan Maria, Paraschiva Dumitru (da Roménia).

Repercussão mundial no grand-baz-art.fr/dans-les-medias

Recente perfil com de sua história, felipecamelo.blogsdagazetaweb.com/wp-admin/post.php?post=32118&action=edit

Tags:

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *