Plantando Memória
   Felipe  Camelo  │     12 de junho de 2017   │     12:44  │  0

É em atitudes como essa que acredito fielmente. Enquanto uns só olham pro próprio umbigo, vivem de privilégios, outros passam a mensagem de esperança e confiram o amor ao próximo. Ontem, 11, em São Paulo, aconteceu + 1 das atividades da programação do Mês do Orgulho LGBT 2017, homenageando vítimas de LGBTfobia.

Fotos: Reprodução

“Em Memória busca, por meio do plantio das árvores, transformar um fato triste em esperança por meio da natureza: o plantio de uma árvore simboliza a vida em sua forma mais plena, pois cada muda de árvore plantada representará uma vida ceifada de uma pessoa identificada como sendo LGBT; e a cada árvore plantada ficará como memória desta pessoa que não teve a chance de realizar seus sonhos”, 2º release.

O projeto é 1 ação da Associação da Parada do Orgulho LGBT, que é responsável pela maior parada do mundo, em parceria com a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente de São Paulo e a Ultrafarma.

Acreditando que atitudes como esta possam incentivar + pessoas a fazerem o bem pelo outro, não precisa ser parte da comunidade LGBT para se envolver com a causa. A grande maioria dos atos de ódio que acontecem no Brasil e no mundo, os agressores seguem impunes.

Não devemos deixar isso continuar.

Faça sua parte, ajude a melhorar a sociedade tanto pra você como para os outros.

Tags:, ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *