C de Café, C de Comunicação, C de Cultura
   Felipe  Camelo  │     23 de maio de 2017   │     15:00  │  0

Pela importância da música na cultura brasileira, esta matéria teria sido postada ontem, o que não aconteceu por problemas técnicos, obviamente involuntários a nossa vontade, assim repercutimos hoje a edição do Café Intercom Unit, que aconteceu ontem. Até porque, imaginamos que outras edições estejam programadas.

Foto: Reprodução

Promovendo discussão sobre assuntos da Comunicação, o Café Intercom Unit em sua 3ª edição com a mesa-redonda “Cultura em transformação: funk carioca e sertanejo universitário são a nova Tropicália”, comandada pela jornalista Alessandra Vieira, o historiador Dimas Marques e o músico Mácleim. O debate aconteceu às 7 da noite de ontem, 22, na Livraria Leitura, no Parque Shopping.

Foto: Reproduções

Sabemos que toda época é marcada por um gênero musical, como foi a Bossa Nova, Jovem Guarda, MPB e, + recentemente, o Funknejo, batida que invadiu as rádio, casas de shows e conquistou grande público. A conversa foi sobre a influência da música na cultura de uma sociedade, mais especificamente, a nossa, a de Alagoas.

“A gente quer falar sobre aquele assunto que é #trendtopic no Twitter, o novo meme que viralizou nas redes sociais e as conversas mais malucas que surgem numa mesa típica de filósofos de boteco. No BG de todos esses espaços de interação (on e off), tem sempre uma música que informa, em forma, mesmo quando não selecionada para ser percebida em primeiro plano”.

O Café Intercom Unit se inquietou com a fala de Caetano Veloso: “O funk carioca e o sertanejo universitário são a nova Tropicália”, sendo por isso o tema central da mesa-redonda.

Ah! A entrada é gratuita e as vagas, limitadas, + no www.doity.com.br/cafeintercomunit

Tags:, , ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *