“SOS Sertão de Alagoas”
   Felipe  Camelo  │     22 de março de 2017   │     10:10  │  0

Assunto que sempre abordo, a sobrevivência da raça humana segue no meu foco. E água é 1 das preciosidades que garantem a vida. Assim, Dom Antônio Muniz coordena 80 paróquias para ajudar as vítimas da seca. Claro que, além de água, alimentos estão sendo arrecadados, e serão doados aos cerca de 300 mil moradores do Agreste e do Sertão.

Foto: Neno Canuto/Reprodução

Assim, repercuto na integra texto oficial da campanha, enviado por Maria Cícera em nome do Arcebispo de Maceió, Dom Antonio Muniz.

“A Diocese de Palmeira dos Índios, a Cáritas Diocesana, o Movimento de Trabalhadores do Campo – MTC e o Conselho Diocesano de Leigos(as), estão unidos numa corrente de solidariedade ao povo sertanejo, com a ‘Campanha S.O.S Sertão Alagoano’, que teve início no mês de janeiro estendendo-se até o mês de maio, mobilizando todas as paróquias da diocese na arrecadação de alimentos e água.

WhatsApp-Image-2017-02-15-at-13.23.50

Solidários ao apelo dos irmãos sertanejos na diocese vizinha, a Arquidiocese de Maceió apoia e colabora, arrecadando água e alimentos, para ajudar na Campanha. Dom Antônio Muniz Fernandes, arcebispo metropolitano de Maceió, afirmou que a participação da Arquidiocese nesta Campanha durará até cessar este momento crítico de estiagem e comunicou que já foi enviado um caminhão com as doações. ‘Todo o território arquidiocesano, através das paróquias, está motivado a arrecadar doações e deixar nos postos de coletas para que possam ser devidamente enviadas a Diocese de Palmeira dos Índios. Graças a Deus estamos sendo atendidos por vários maceioenses, não só da Igreja!’, salientou o arcebispo.

Em nota a Cáritas Diocesana de Palmeira dos Índios agradeceu a colaboração e articulação das paróquias das cidades da própria diocese, como também da Arquidiocese de Maceió e Diocese de Penedo.

As doações podem ser entregues nos seguintes pontos de coleta: Santuário Arquidiocesano Virgem dos Pobres, no bairro Mangabeiras; na Igreja São Gonçalo, no bairro Farol, e na Igreja Catedral Nossa Senhora dos Prazeres, no Centro.”.

Tags:,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *