Corpo Perfeito? Feliz, seja como for…
   Felipe  Camelo  │     11 de fevereiro de 2017   │     10:00  │  0

Já passamos da hora de quebrar os padrões estéticos que sociedade formou há décadas. Chegou o tempo de representatividade, porque ela importa, e muito. A inquietude de alguns se mostra cada X maior, mexendo com a estrutura arcaica e que não se encaixa +.

lab-spfw-desfile-2016-1477419466-crop_desktop-660x330

Desfile da LAB na SPFW, marca assinada pelo cantor Emicida e o produtor Fióti, quebrondo os padrões. Na passarela? Negros, plus size, lgbts… A verdade diversidade!!! Foto: Reprodução

Nada + justo, que os meios de comunicação massivos também tomem partido e lutem, pois foi exatamente por eles e pela moda, que os padrões de hoje foram moldados. Os comunicadores estão entendendo que precisa, sim, quebrar tudo que foi construído com base na perfeita família americana. Também é seu papel tornar a propaganda algo + educativo, venda sua marca, mas se preocupe com a forma que está fazendo.

http-%2F%2Fi.huffpost.com%2Fgen%2F4834964%2Fimages%2Fn-CAMPANHA-AVON-628x314

Campanha da Avon, “#DonaDessaBeleza”, estimula mulheres, gays, trans, travestis…, a se aceitarem e não se importarem com os padrões de beleza. Foto: Reprodução

Vemos estas manifestações que estão conseguindo + espaço, se tornando realidade, algumas propagandas de hoje buscam incentivar todos a se aceitarem, a terem respeito, cuidado com a saúde, a se amar, amar e cuidar do próximo.

A + recente é a campanha da Skol, estimulando a quebra de padrão de corpo para o verão. Quer ter um corpo pra praia? Essas são as regras: ter corpo e ir como você quiser.

Outra questão, é a falta de propagandas educativas, as grandes empresas precisam entender que influenciam as pessoas. Vendam, mas eduquem principalmente.

1 campanha que está circulando a internet, me chamou atenção. 1 rede de farmácia da Suécia lançou ação incentivando fumantes a largarem o cigarro e ter consciência de como é nocivo, não só para ele como para a pessoa ao lado e para o ambiente.

1 outdoor eletrônico com sensores de fumaça foi instalado numa praça, e quando os sensores detectam fumaça, a tela mostra 1 homem tossindo e logo após, exibe produtos que podem ajudá-lo a largar o vício.

Precisamos de + campanhas como essas, que estimule a pensar, ajude a quebrar os padrões impostos pela sociedade, que eduque. Espero que ações assim sejam criadas cada X + e vistas.

Tags:, ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *