Maceió nos Trilhos
   Felipe  Camelo  │     19 de junho de 2016   │     10:00  │  0

Começo esta matéria repercutindo o urbanista Enrique Peñalosa, “A cidade avançada não é aquela em que os pobres andam de carro, mas aquela em que os ricos usam transporte público”.

Também acredito que o transporte férreo é o + indicado para 1 país tão grande como o Brasil. Distâncias enormes percorridas por estradas, encarecem o produto final ao consumidor. Desgaste com caminhão, frete… tudo aumenta os preços. Tomara que finalmente as autoridades revejam e invistam na malha ferroviária brasileira, incluindo transportes urbanos, claro.

Assim, ótima notícia pra quem circula por Maceió e arredores. Finalmente! Confirmado pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos em Alagoas, “O trecho do Veículo Leve sobre Trilhos ‘Maceió x Jaraguá’ será reativado”. As obras de remodelação da via e reativação do trecho começam em julho próximo, e estão orçadas em R$ 4,5 milhões.

Jaragua2

Foto: Reprodução

A ideia é levar o VLT até a área de Maceió que, atualmente, está em processo de revitalização, além de contribuir com 1 melhor mobilidade nos bairros de maior densidade popular. Com a reativação desse transporte, será possível beneficiar 33 mil passageiros por mês.

Jaragua1

Foto: Reprodução

1 ótima notícia, já que 1 dos maiores problemas enfrentados pela cidade é a precária mobilidade urbana. Sem contar no crescimento desenfreado da quantidade de motos, carros, … que traz consequências para o trânsito. Antes os congestionamentos só ocorriam nas principais avenidas de Maceió. Hoje, acontecem em todos os lugares.

Mesmo com a faixa azul, há 1 disputa entre carros e ônibus e acredito que, em Maceió, existem + automóveis do que a cidade poderia suportar.

Creio, que a solução poderia surgir através da conscientização da população em utilizar transporte público, mas daí surge outro problema. Como usar o transporte público se ele não é eficiente?

Agora é torcer para que tudo dê certo!

Ah! Também está prevista a reforma do Pátio Jaraguá e construção da estação de mesmo nome. O prédio é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e quando estiver pronto receberá atividades culturais.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *