Semana Santa além da Introspecção
   Felipe  Camelo  │     12 de março de 2016   │     10:00  │  0

reprodução

Reprodução

Quer sugestão de programa para aproveitar o feriadão da Semana Santa, escapando da tradicional praia? Aqui 1 ótima da jornalista Andressa Alves, que reproduzimos na integra.

“Com a aproximação do fim do verão, o segmento do turismo em Alagoas se prepara agora para a chegada do feriado da Semana Santa, que deverá aquecer ainda mais os principais destinos turísticos no mês de março.

Como uma opção fora do tradicional sol e mar, quem deseja aproveitar a folga prolongada vai encontrar os passeios ideais na região Caminhos do São Francisco, no Sertão alagoano, que guarda uma das principais riquezas do Estado.

Banhando diversos municípios e povoados ricos em artesanato e cultura, o rio São Francisco abre caminho entre cânions de pedra, trilhas ecológicas e cidades históricas, como Penedo e Piranhas, que têm seu conjunto histórico e paisagístico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Dividida entre os municípios de Sergipe e Alagoas, a Rota do Cangaço conta a história de Lampião em meio à caatinga alagoana. Pelo caminho de trilha é possível observar as formações rochosas e morros cobertos pela vegetação da caatinga. O ponto de chegada é um local com estilo rstico, equipado com infraestrutura adequada de restaurantes, lojas e serviços para receber os visitantes.

Além das trilhas, os passeios de canoagem pelo Velho Chico, o rapel nos cânions e as escaladas estão entre as experiências mais procuradas pelos visitantes, proporcionando a diversificação da oferta turística e a aposta no turismo de aventura.

Dentre as práticas de esporte, o ‘stand up paddle’, mais conhecido como SUP, junta a tradição do estilo de remada com a diversão dos passeios sob a prancha.

Se despedindo do rio São Francisco e chegando ao solo, nos municípios de Olho d’Água do Casado e Pão de Açúcar é possível visitar sítios arqueológicos pré-históricos situados em meio à vegetação, que em pinturas e gravuras rupestres contam a história antropológica do desenvolvimento do ser humano e suas técnicas.

Para a realização dos passeios, o destino possui receptivos e agências que oferecem pacotes e serviços adequados à necessidade de cada visitante que deseja fazer do feriado da Semana Santa um momento revigorante e de contato com a natureza.”

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *