Deixem a Pajuçara Limpa e Livre
   Felipe  Camelo  │     25 de maio de 2015   │     16:15  │  0

Nesta 2ª feira de 1 nova e produtiva semana, repercuto foto que publiquei na minha coluna na Gazeta de Alagoas na última 4ª, dia 20.
Nela, a demolição do esqueleto do finado ‘Alagoinhas’, confirmando que acho que, não se deve construir nada, deixar a passagem pela areia, livre, pra quem quiser passar da Ponta Verde pra Pajuçara sem precisar subir a calçada. Como era antigamente, antes da péssima ideia de se construir o falido clube, escondendo o farol, que, na minha opinião, é 1 dos cartões postais + bonitos de Maceió.
Não foram poucos os comentários que recebi de leitores, concordando comigo, me dando parabéns pela posição. Há inclusive movimento de pessoas que também são contra a construção de qualquer edificação ali.
Aproveito para repercutir e-mail que recebi de Ricardo Nogueira Barros Correia, morador na Pajuçara, assim como eu, desde os anos 60, quando nem pista havia ali. A areia da praia vinha até o muro da minha casa, na esquina em frente onde hoje fica o Lopana.
Então, me engajo neste movimento para ‘defender’ a beleza natural da ‘Orla + linda do Atlântico na América do Sul’.
E você? O que acha disso tudo??? Aguardo comentários…
Tomara que não construam nada ali, dando destaque ao farol, cartão postal de Maceió
 “Além da afronta de um orçamento de R$ 17 milhões para uma obra inútil de construção de um monumento nas ruínas do Alagoinhas, quando o país se encontra sem condições de honrar seus compromissos  financeiros e sociais, é  não se dar conta que a Enseada de Pajuçara já é o maior monumento de Maceió. Por que não usar esta fortuna  em prol deste monumento natural, acabando com as ‘línguas negras’ que poluem a nossa orla e afastam nossos turistas. Estamos Juntos nesta defesa, Felipe Camelo!”.
Assina, Ricardo Correia

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *