‘Tartamudeios’, o 1º
   Felipe  Camelo  │     7 de abril de 2015   │     12:14  │  0

A livro ‘Tartamudeios’ do maceioense Marcus Vinicius, foi 1 dos 11 seletos contemplados pelo edital do Programa de Incentivo à Cultura Literária de 2014, que busca incentivar a literatura no Estado, recebe lançamento a partir das 8 da noite amanhã, pela Imprensa Oficial Graciliano Ramos, no restaurante Fidel. Encarando longa fila de convidados para autógrafos, o autor.

Reprodução

Reprodução

Entre poemas e prosas, na obra, 43 textos, e diversos temas. “Sinônimo de gaguejos, o título vem de algo que me entala o peito há cerca de 20 anos. Atravessei os mais diversos momentos por conta da minha situação de gago – tenho das memórias dolorosas às mais engraçadas. Por ser um tema que sempre me (pre)ocupou no dia-a-dia, não me parecia ser um esforço escrever sobre – e foi por ele que iniciei os escritos (por despretensiosa recomendação de uma amiga, Belmira – que, inclusive, escreveu a orelha do livro).” , explica o autor, graduado em Ciências Sociais, e ‘fazendo’ Mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Alagoas.

O PICL também contemplou no edital de 2014, ‘Além de Tartamudeios’, outras 10 obras: ‘Agrafia’ (Isaac Bugarim), ‘Apuê’ (Sérgio Prado Moura), ‘Sonetos impuros’ (Fernando Fiúza), ‘Monocromático’ (Gabriela Hollanda), ‘Japson Almeida – fragmentos de um olhar’ (organizado pela família do fotógrafo Japson Almeida), ‘Horrores’ (Luciano José), ‘Não conte comigo’ (Débora de Omena), ‘Pelos poros e pequenos apelos’ (Magno Almeida), ‘Simbiose poética’ (Lucas Cavalcanti Maia) e ‘Quem tabelar com Toni ganha um fusca’ (Mateus Magalhães).

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *