"Amai-vos uns aos outros…"
   Felipe  Camelo  │     28 de agosto de 2014   │     16:00  │  1

280814beijogay

PSTU exibe beijo gay durante guia eleitoral na TV (Foto: Reprodução/Guia Eleitoral)

Procurando denunciar e alertar a população a respeito do aumento de crimes homofóbicos em Alagoas, o PSTU exibiu na TV, durante o horário eleitoral dessa 4ª (27), 1 cena de beijo gay. 2º informações do partido, veiculadas no programa eleitoral, o n° de agressões contra homossexuais cresceu 282% entre 2011 e 2012 no estado. Mas o que deveria servir para conscientizar, serviu também como pano de fundo para discursões nas redes sociais e na internet a respeito da forma que o assunto foi abordado.

Numa matéria do portal de notícias gazetaweb.com, os comentários foram os + diversos, opiniões divididas. “Violência absurda em Alagoas. Belíssimo ato. Louvável ideia. Sejam cristãos em seus atos no dia a dia. No mais, vocês são tão pecadores quanto qualquer 1…” disse a internauta Poliana defendendo a causa em 1 dos comentários. Já para Elder Sampaio o beijo foi o “cúmulo do absurdo”.

“Mostrar 1 beijo gay é importante, mas a luta vai além disso. É necessária 1 política de criminalização mais efetiva, como o PLC 122 original”, disse a candidata que admitiu querer chocar a população com a cena, além disso disse considerar a sociedade alagoana ainda muito conservadora.

Quando o assunto é abordado na ficção, como nas recentes novelas “Amor à Vida” e “Em Família”, as reações foram + amenas, pelo menos na internet, mas quando passou pra vida real, aproximando a realidade dos alagoanos, as reações + negativas que positivas.

Tags:, , , , , , ,

>Link  

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Paloma de Melo

    Finalmente resolveram utilizar o horário político com informações que são ignoradas por muitos, porém de uma importância fundamental. É uma pena que as leis e políticas atuais ainda não conseguiram se adequar aos tempos em que vivemos. O combate ao preconceito precisa acontecer não só no comportamento dos seres humanos, mas também nas leis que regem o mundo em que eles vivem.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *